Corrida Diário de uma Maratona Histórias de quem corre

Aceite as dificuldades como degraus

Aprenda a enxergar as oportunidades, no momento em que elas aparecem e aceite as dificuldades como degraus para a sua evolução.

É incrível como quando nós nos permitimos e tiramos o foco do que não está dando certo, coisas boas podem acontecer, é  só estar  aberto para aceitar o nos está sendo apresentado naquele momento.

Que eu sou uma pessoa teimosa e insistente vocês já estão cansados de saber, e já faz um tempo que eu desisti de ficar insistindo no que não está acontecendo como eu sonhei, já diz uma frase que não sei de quem é, mas está sempre rolando nas mídias sociais, se você quer que algo mude em sua vida você tem que mudar também, o que é a mais pura verdade.

Aceite as dificuldades

Eu quero muito voltar a correr bem, correr sem me incomodar, correr como criança, aproveitando o percurso, ouvindo minhas passadas e sentindo a endorfina bater junto com as batidas do meu coração. Parece simples né, é só se jogar na corrida, mas…

Acontece que quando durante a fase de recuperação, a corrida normalmente não flui desta maneira, você começa a correr com o pensamento da época em que tudo estava bem e não consegue uma performance no mesmo nível das suas expectativas, e o resultado é frustração.

Já tentei várias formas de correr para alcançar satisfação e aquela alegria nas pistas que faz tanto tempo que não sinto, mas no treino de ontem algo inusitado aconteceu.

Aceite as dificuldades nunca é fácil

Eu tinha que cumprir 5k na rua e 30min de Aqua jogging para compensar, estava testando os presentes que ganhei da sigvaris, meias de compressão que adoro (logo postarei a resenha) e sai, como sai tarde próximo a hora do jantar, resolvi levar um gel para não ter nada que fosse atrapalhar a minha corrida.

Antes de sair, resolvi fazer uma modificação no treino, resolvi ir ainda mais devagar que o normal e não olhar para o relógio ( ninguém é de ferro aqui e ver que você não consegue mais manter o pace de antigamente desmotiva qualquer um).

Fui correndo tranqüila controlando a respiração para não me cansar rápido e não olhei nenhuma vez para o relógio, fui curtindo a paisagem, observando o parque e as outras pessoas que estavam correndo.

Como estava num lago, a idéia quando eu cheguei nos 4k e estava super bem era fazer no máximo 7, pois naquele momento não tinha o desconforto  do joelho ou da canela simplesmente como num milagre eu não senti NADA, mas o fato é que além de eu estar usando meia de compressão de ajuda muito com a canelite e com o calcanhar, eu estava correndo numa velocidade bem mais baixa que o normal.

Na volta do lago entrei numa rua errada e me perdi, naquele momento como eu tenho pavor de algo começar a doer e eu não poder parar ou estar longe de casa, já pensei se doer eu ando, ai chove aiai, se doer eu vou pegar o metro, mas não aconteceu nada.

Eu finalmente pude curtir a minha corrida acho que foi o primeiro dia depois de um ano que eu realmente curti, a caminhada até aqui não foi fácil e nunca será, mas a recompensa por tentar de tudo é muito grande, amo muito correr.

Corri curti muito e senti que essa maratona pode acontecer bem e tranquila, tem recompensa maior que esta, escolha suas batalhas ( quer se recuperar, correr melhor, correr mais rápido, não dá para ter tudo ao mesmo tempo). Agora é voltar para o yoga  e continuar correndo.

Beijão Ana @anaaudun


Comments

comments

Post Comment

Translate »

Ao continuar no site, você está aceitando o uso de cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close