Corrida Meia Maratona

Correr a primeira meia maratona

Correr a primeira meia maratona nunca é fácil, a Gabrielle, tinha engordado 10kg, e estava com depressão a corrida a salvou tanto das gordurinhas indesejadas quanto da tristeza confere a história dela e se prepare para escrever a sua.

Com a palavra GAbrielle:

“Fiz minha primeira meia-maratona  e ainda to anestesiada de tanta felicidade, e gostaria de te contar minha história com a corrida.
Comecei a correr quando morei na Itália, uns 2 anos e meio atrás. Engordei 10kg no intercâmbio e minha mãe ficava pegando no meu pé pois, assim que eu voltasse, seria minha festa de formatura (bullying da própria mãe hahaha). Então, fechei a boca e comecei a correr, aos pouquinhos.

primeira meia maratona

Quando voltei, já tinha pegado gosto pela coisa, (inclusive, nunca mais tive crises depressivas depois que comecei a correr) tinha virado vegetariana e começado a me alimentar melhor por causa da corrida, lia bastante sobre os efeitos dos alimentos e nutrientes no corpo, e assim foi até que comecei a correr 15km dia sim, dia não.

Só que como tinha começado a correr pra emagrecer, acabei ficando com deficiência de proteína e perdi muita massa magra, sentia muitas dores na corrida. Aí juntou meu TCC, uma viagem de um mês pro México e as dores, e acabei ficando uns 5 meses parada.

Quando voltei a correr, fiquei decepcionada comigo mesma, mal conseguia correr 5km. As vezes tinha vontade de desistir, mas procurei uma nutricionista e comecei a treinar respeitando os limites do meu corpo (Ah, e eu seguia seu instagram (se você ainda não segue acompanha lá @anaaudun desde o meu início na corrida) e em uns 5 meses corri meus primeiros 21km, só que sozinha, na rua mesmo.

primeira meia maratona

Depois disso, continuei treinando, desanimei um pouquinho, mas resolvi que precisava de um estímulo pra continuar, e decidi começar a competir até o fim do ano.

Mês passado uma amiga me marcou em uma corrida de 10km que ia acontecer umas 2 semanas depois, mas eu não estaria em Curitiba, então resolvi procurar algumas corridas pra me inscrever, e vi que a Meia Maratona de Curitiba ia acontecer dali umas 3 semanas. Fiquei com medo, a principio, mas meu namorado e amigos me incentivaram muito.

Resolvi ir e foi a melhor coisa que já fiz na vida. Nos últimos 2km tinha muito sol e muuuita subida, e meu músculo estava queimando de dor, algumas pessoas já estavam caminhando, e eu pensei em caminhar também pois já não aguentava de dor, então um atleta levando uma faixa escrito “Corra da depressão, seja mais feliz!”, comecei a chorar na mesma hora e não parei de correr, inclusive corri ainda mais e melhor – afinal, já estava acabando, né?! Mesmo sem muita preparação, peguei a quarta colocação da minha categoria, e descobri que eu sou capaz de tudo, se eu quiser de verdade, com o coração.”

 

Lindo não e você já está correndo tem várias dicas legais aqui no blog para iniciar e ou correr mais rápido.

Leia 10 dicas para correr uma meia maratona aqui

Meu relato sobre o mundial de meia maratona na folha de são paulo aqui 

O que fazer na semana anterior a sua meia maratona aqui

 

Beijão Ana

Comments

comments

Post Comment

Translate »

Ao continuar no site, você está aceitando o uso de cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close