Corrida Histórias de quem corre Relatos de Provas

Mundial de IronMan 73,1 um sonho que virou realidade.

Para muitas pessoas participar do mundial de Ironman 70.3 em Las Vegas é um sonho mas para a Juju do @Pace2win é ele se tornou realidade.
Eu conheci a Ju pelo Instagram tive oportunidade de “correr” com ela (sim pois eu correr ela está andando) quando estive no Rio ano passado, mesmo no meu passo e morta de cansada (eu tinha ido para um casamento na noite anterior, esse casamento foi o motivo pelo qual eu tinha io ao Rio, tinha tomado todas e dormi apenas 3 horas no máximo, em resumo eu estava podre) mas ela não me abandonou correu os 5k da corporate Run comigo no meu tempo panga de 26:56 e ainda ficava pegando gelo para mim, já que eu estava morrendo de calor na sombra com 30 graus no Rio, vocês sabem as condições que eu corro aqui, mas o que eu quero mesmo falar com esse discurso é que a Ju além de ser uma mega Triatleta, correr muito e ser @pace2win ela é bom coração, um sorriso lindo, é experiência pura de provas de rua e gosta de compartilhar (sim ela ainda me puxou nos últimos 600 m, e até hoje quando tô terminando uma corrida mortinha me lembro da dica que ela me deu) mas além de tudo a Ju é companheirismo é daquelas que não te abandona. Lê o relato dela e se inspire agora a melhorar no seu esporte preferido.
mundial de iron man em lasvegas 2“Mundial do IronMan 73,1 um sonho que virou realidade…
3:45 da manhã e como num click lá estava eu: acordadíssima!!! Acordei antes do despertador, pulei da cama e me lembro como se fosse hj: Ahhhh, como eu estava feliz!!! Havia visualizado aquele dia por quase um ano e ele havia finalmente chegado!!!! Abri a cortina, olhei pela janela gigante do meu quarto todas aquelas luzes acesas da cidade mágica de Las Vegas e realmente me senti dentro de um sonho…um sonho que eu escreveria em poucas horas!!

Logo pela manhã o primeiro problema: fui pegar a batata doce (meu pré treino de todo dia), mas ela havia estragado… Então, o plano B foi tomar whey com waxymaze (carbo em pó) e dp comeria algo antes da largada!

Meu padrasto e minha mãe atrasaram 10min, o q me deixou um pouco tensa! Já na estrada avistamos a entrada da prova e assustei: tudo parado!! Fiquei mais tensa! Faltavam 35min para fechar a transição e ainda estávamos longe! Resolvi sair do carro e ir andando! Cheguei na transição, liguei o garmin e cadê? Travado!!! Liguei e desliguei 4 vezes e nada! Em 2 anos nunca tive um problema com meu Garmin…mas lá estava a famosa lei de Murphy, né?!! Mas ok… Vamos sem! Comecei a preparar a bike e quando fui encher o pneu, veio outra surpresa: VAZANDO!!! Dava para ver as bolhas saindo em volta de todo o pneu!!! PQP!!! Desespero!!!!! Olhos cheios de lágrimas!!! Os pensamentos logo começaram: “não é justo!!!! treinei tanto!!! Pq comigo????” Respirei fundo, afastei os pensamentos que nada ajudariam naquela hora e tentei resolver o problema! Peguei a bike e fui à tenda do mecânico… 10min para fechar a transição e a maior fila! 2 min para sairmos da área de transição e eu sabia: “não daria tempo de trocar!” O mecânico confirmou o q eu mais temia: não tinha nada a ser feito!! Ele encheu o pneu e disse: acho q deve agüentar! Fiz o que restava: rezei!!

 Saí da transição arrasada, mas sabia q teria q me manter calma para não estragar a prova! Tinha q resolver outro problema: o que eu iria comer!


Havia chegado a hora! Me despedi da minha família e fui para a largada! Éramos mais de 100 na categoria. Eu estava muito nervosa, mas dentre tantos imprevistos uma notícia boa: meu garmin havia voltado a funcionar! Não pudemos aquecer e fomos direto para onde seria a largada!

“1min” – ele anunciou!! Coração na boca!! “30segundos!!!!” Aiii meu Deus – os 30 segundos mais longos da vida!!! Dedo no Garmin e PANNNNNN – a buzina soou!! Começamos a nadar e a porrada logo começou e durou por um longo tempo. Foi qndo alguém me deu um chute forte no braço direito! O braço pegou… incomodava na puxada, mas logo pensei: “não vou mais precisar do braço” então não diminui e fui com esse incomodo até o final da natação!

 mundial de ironman em lasvegas 4Na virada, segui a menina da minha frente e quando vi estávamos longe da bóia que fazia uma barriga! Essa hora fiquei chateada e só pensava: JUUUUU?????? O q vc fez??? Sabia q não deveria seguir ninguém!!!!! O q fazer agora??? Continuo aqui ou volto pra perto da bóia???” Continuei longe e o problema é que não tinha nenhum ponto de referência e sentia que estava nadando torto! Fui ficando cada vez mais nervosa e puta comigo, sabia que precisava me acalmar, mas estava muito brava! E aí fiz uma coisa que nunca faço: levantei o garmin e olhei o tempo… Precisava saber qual era o estrago!!! Pronto – senti um certo alívio: Teria q acelerar para conseguir fazer no tempo programado, mas iria dar!! Que alívio, a concentração voltou e acelerei, mas aí a virilha fisgou!!!! Essa dor me acompanhou até o final da prova e foi a responsável por eu não andar dp! Hehe!

Saí da água com a ajuda do STAFF, pois era uma rampinha escorregadia. Olhei o garmin e ufa: dentro do tempo previsto!!! Sabia q poderia ter feito mto menos, mas não poderia perder tempo pensando naquilo!!

Continua aqui.

Vai correr uma meia maratona aqui tem um guia completo incluindo duas planilhas para você concluir o seu sonho com muita garra, compre por apenas 10 reais.

Para ler mais dicas de Triathlon, desta vez para iniciantes clique aquiaqui


Comments

comments

2 Comments

  1. Meu Deus!! Parece que tudo resolveu ser do contra nesse dia. Caramba!! que pessoa determinada e perseverante essa menina.

    Reply

Post Comment

Translate »

Ao continuar no site, você está aceitando o uso de cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close