Corrida Diário de uma Maratona

Posso até perder uma batalha, mas não vou perder a guerra.

Posso até perder uma batalha, mas não vou perder a guerra. É com muita dor no coração que eu estou escrevendo este post, o meu caminho não foi fácil até aqui, o meu corpo já desistiu, o destino também está querendo me dizer algo, mas a cabeça e o coração não querem escutar. Mas ás vezes temos que nos forçar a escutar os sinais.

O post anterior a este do diário da maratona está aqui

Foram meses de treino duro, muitas, lágrimas, suor e neve, quem vê as fotos lindas na neve de manhã cedo quando ainda tava escuro e eu estava indo trabalhar correndo, não sabe a dor e o frio que eu passei para tirar cada uma daquelas fotos.

20140514-085632.jpg

Porém também o sentimento de vitória de ter feito e a cara de chocados dos colegas Dinamarqueses que no inverno passam a correr na esteira, e eu tava lá na rua 8,5 k done com -15, não teve preço e me deu essa força mental, deixou a minha cabeça pronta.

O que são 42k com temperatura positiva quando eu tava fazendo 18k na neve com -10 num frio de doer a alma e um vento cortante, eu sempre pensava, menos 3 camadas de roupa vou correr de short.

20140514-085754.jpg

O inverno fortaleceu o meu corpo também, eu temi tanto os 30k, que todo mundo falou que eram terríveis, mas eu se quer me cansei naquele dia, eu fiz bem senti que poderia continuar, o meu condicionamento físico estava no topo, mas imprevistos acontecem, e o joelho reclamou.

Eu sempre soube desde o início dos treinos que não era certo eu poder correr, não era possível saber se meu corpo estava pronto, que talvez eu teria que desistir, porém eu sonhei tanto com essa maratona, que esqueci tudo que eu combinei com o fisio, que se o joelho não agüentasse eu iria desistir, sem lágrimas, normal, sem drama.

Mas desistir, o que é isso, é de comer? Essa palavra não existe no meu dicionário, mas tem momentos que não adianta ser casca grossa… A mente comanda… A briga dentro da minha está grande, o negócio tá feio, haha vamos rir para não chorar.

20140514-085612.jpg

O lado bom é que o que aconteceu não tem nada a ver com o cisto que tem no meu joelho, eu tive uma lesão como qualquer pessoa que começa a aumentar o volume de treinos, uma lesão normal. Eu perdi uma batalha e não desisti….

Não desisti… Faltando 3 semanas para o grande dia. Coloquei os treinos intensos para a bicicleta, deixei as pistas e fui correr na piscina, fui para fisioterapia, aquele estica e puxa…

Mas hoje escrevendo este post faltam 5 dias para essa maratona, eu me machuquei na queda da bicicleta, eu tentei enganar minha mente até agora, de um forma tão forte que cheguei a acreditar, mas a real é:

Minha queda foi feia, eu saí da rua de ambulância, e falava para os médicos ponto não que eu tenho a minha corrida domingo, foi só um arranhão, que piada. ( imagino o que eles estavam pensando, o mesmo que o enfermeiro me disse hoje, mas os médicos não tiveram coragem de falar na minha cara).

20140514-085946.jpg

Ontem quando fui trocar o curativo, perguntei para o enfermeiro, dá para correr 42k domingo uma maratona, ele me olhou chocado, esse domingo? E falou olhando para a minha amiga “ela está louca?” As lágrimas caíram na hora, nada do que me aconteceu essa semana me fez chorar, mas essa maratona, esses 42k, qual o poder que esse número tem conosco?

É apenas uma corrida, mas porque significa tanto? Porque treinar para ela dói, não é fácil, são horas e horas levando o tênis para passear. Eu ainda não consigo pensar que essa medalha não vai estar no meu pescoço domingo.

Porém quando cheguei no aeroporto hoje e a atendente chamou uma cadeira de rodas para me levar do balcão, para o portão de embarque, me deu aquela dor no coração. It’s over! Eu perdi mais uma batalha.

Como é que eu posso estar pensando numa maratona num momento deste, a minha saúde está em primeiro lugar, pensei na história da Debs, ela tentou várias vezes até fazer aquela estréia triunfal em Berlin, me deu forças, minha mente está levantando a bandeira branca para o meu corpo.

Vou me cuidar e voltar com tudo, existem várias maratonas no mundo que eu posso tentar infelizmente essa não é a minha.

20140514-085805.jpg

Devagar e sempre, vou me recuperar, treinar para o meu Ironman 70,3 e achar outra maratona para chamar de minha.

Neste domingo conto com vocês Roberta e André Burgos para me representar.

Bons treinos, coração apertado, saúde em primeiro lugar e #corracomigo que a guerra ainda não acabou 🙂

O último post da sério Diário da maratona está aqui 

Beijos Ana

20140514-184639.jpg

20140514-085954.jpg


Comments

comments

6 Comments

  1. Fique chateada por você, sou corredora, nunca corri uma maratona mas sei que a preparação não é fácil, se não foi essa é pq não era pra ser mesmo, tá tudo escrito! outras virão com certeza. Força e felicidades!

    Reply
  2. Nossa, linda!!! Emocionante mesmo!. Tenho certeza de que tudo o que treinou não foi em vão… isso só vai te fortalecer e você vai voltar com TUDO! Não adianta também querer forçar a barra e depois ficar mais tempo de molho…. como dizem, o nosso corpo nos dá sinais e temos de aprender a ouvi-lo. Vão ter outras e mais outras pra vc correr..com certeza!!!!!! Beijo no coração! (agora vai!)

    Reply
  3. Tive a mesma sensação quando adoeci e a asma veio com tudo 15 dias antes de uma prova importante. Custa tempo, custa dinheiro, custa nosso emocional. Mas além dos músculos e corpo, os exercícios também moldam as nossas mentes e esse é o verdadeiro benefício. Joelhos falham, pulmões param de respirar 100%, mas a nossa mente e espírito estão fortes e prontos para a guerra interna. Você está pronta, esses problemas agora são só um contratempo passageiro, já já estará de volta. Beijão

    Reply
    1. Author

      Obrigada pelas palavras Ants, e vc está completamente certo, é só ter calma e parar de ser apaixonada pelo asfalto que tudo se resolve.

      Reply

Post Comment

Translate »

Ao continuar no site, você está aceitando o uso de cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close