Diário de uma Maratona Histórias de quem corre

Quando você sonha e não desiste

Quando você sonha e não desiste, você vai falhar e ter o coração partido várias vezes. Mas…

-E como o meu tem se partido nos últimos tempos, (dizem que é o tal do ciclo da vida) desde que eu decidi aceitar ser embaixadora da maratona da Riviera francesa.

Hoje depois de 5 anos correndo posso dizer que para mim a fase da paixão já passou e sei que é um amor de verdade, esse pela corrida de rua construído com muita luta para quem é novo aqui eu tenho toda uma novela com joelho, acidente (enfim vai lá nos  posts antigos do diário da maratona  e do Ironman   para saber) a minha luta para correr não é, e nem nunca será fácil, mas o meu amor pela corrida é um amor cheio de cumplicidade pois mesmo com sacrifício a corrida nunca me exigiu mais do que me trouxe de volta.

A alegria de colocar um pá na frente do outro, de ver paisagens novas, de fazer amigos, e me encontrar com  a natureza (e descobrir a caminhada  (hikking) e corrida de montanha) não tem preço, nada paga as endorfinas se espalhando pelo corpo e o ar puro nos pulmões, apenas sentindo o coração bater, esse sempre foi o meu sentimento com relacão a corrida, desde que comecei a correr.

  • Esse video tem uma hikking feita na Itália este ano. (olha no youtube do corracomigo)

Porém este ano depois que arrumei a vida pessoal, parece que a força do meu corpo se acabou do nada, que eu tinha usado tudo que tinha. O meu joelho começou a gritar e eu não conseguia correr de forma alguma, muito funcional e muita corrida frustrada, não conseguia fazer nem a distância e nem a velocidade que eu queria.

Uma semana para minha maratona a da riviera Francesa
Uma semana para minha maratona a da riviera Francesa

Era coração partido todas as vezes que eu amarrava o cadarço e ia para a rua, aquela novela a cabeça vai de uma forma e o corpo de outra, os dois não se entendem e eu voltava para casa frustrada. 

Será que o amor acabou, ou foi transferido de vez para as minhas filhas (as bicicletas sim eu tenho 3, hahaha). Mas não o amor não acabou esse ano foi o ano de reafirmação, de buscar na vida as coisas simples e  de reaprender a correr, sim porque depois de 5 anos correndo com tudo que rolou eu acabei voltando para a velocidade que corria há 4 anos e distâncias mais curtas também, vergonha? Revolta? Não muita alegria de ter saúde e poder praticar o esporte que eu amo sem dor.

 

Semana passada no revezamento da maratona de Frankfurt
Semana passada no revezamento da maratona de Frankfurt

Sim sem dor, foram meses de muita frustacão e trabalho duro, porque sem correr e sentindo dor você às vezes se afoga em algo e acabei me afogando um pouco no chocolate (mas aguarde o início da Operacão Vietnã em bereve), ganhando uns quilinhos…

O processo de retorno depois de um machucado demora, e é aquele momento que você não pode desistir, é o momento que você decide se você quer continuar correndo na sua vida, pois nunca vai ficar mais fácil recomecar é dolorido e ponto, não adianta postergar é ir em frente e meter a cara.

Hoje tem 5 dias para a minha segunda maratona e posso dizer que não estou um milezimo fisicamente preparada como quando eu fiz Copenhage, claro que meu corpo tem mais condicões hoje pois eu estou saudável, correndo sem dor, tranquila, mas a cabeca é uma luta.

Treino de 21k
Treino de 21k

 

LUUUUUUTTTAAAA sim, depois daquela maratona eu fiquei com pavor da dor, meu corpo tinha desmontado da combinação da maratona e acidente, fiquei dias sem andar, dores no corpo todo e um joelho com cicatrizes gigantes para me lembrar da minha loucura, mas todo esse treino lento, curto, sofrido, determinado, toda essa luta para voltar a correr,  a energia que a corrida me proporciona e o apoio de vocês vai me levar aquela linha de chegada, eu vejo aquela medalha no meu peito nem que eu termine em 6 horas nem que eu ande, rasteje, engatinhe, eu vou renascer nessa maratona.

Treino de 28k correndo de 6 andando.
Treino de 28k correndo de 6 andando.

Hoje eu estou aqui escrevendo para vocês sentada no conforto do lar e gripada, bombando no gengibre (tá todo mundo gripado no meu trabalho porque baixou muito a temperatura) e o meu namorado fala: Ana se você não tiver nem no dia e se sentir mal, desiste de correr. Ahhh não me faz rir né, eu não me engano e nem engano mais ninguém, isso  de desistir não existe para mim, eu só saio daquela maratona depois de colocarem essa medalha linda no meu peito.

Quando você sonha e não desiste, você vai falhar e ter o coração partido várias vezes. Mas eu posso lhe dizer que vai valer a pena, o nosso esporte é um estilo de vida memorável,  que nos move e nos emociona. #seguraochorodomingo#maratonaavista#frionabarriga#corracomigo

Aguardo vocês comigo na linha de chegada neste domingo em Nice.

Beijão,

Ana

Comments

comments

Post Comment

Translate »

Ao continuar no site, você está aceitando o uso de cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close